Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de dezembro de 2019, 16h40

Paulo Marinho diz que é preciso “ressuscitar Freud” para analisar Carlos Bolsonaro

"Eu acho que ele é uma pessoa perturbada", afirmou na CPMI das Fake News o empresário, que cedeu sua casa como bunker da comunicação da campanha de Jair Bolsonaro em 2018

Reprodução/YouTube

O empresário Paulo Marinho, financiador de Bolsonaro que cedeu sua casa para a equipe de comunicação da campanha eleitoral bolsonarista em 2018, afirmou na CPMI das Fake News, nesta terça-feira (10), que Carlos Bolsonaro é “perturbado” e deveria ser analisado pelo psicanalista Sigmund Freud, morto em 1939.

“Eu acho que precisaria ressuscitar doutor Freud lá em Viena, trazê-lo para cá e fazer um trabalho intensivo com o vereador Carlos Bolsonaro para entender o psiquê dele. Eu acho que ele é uma pessoa perturbada”, disparou Paulo Marinho, que criticou a atuação do bolsonarismo nas redes sociais. Segundo ele, as milícias digitais são formadas por “desocupado que usam as redes sociais para suas frustrações pessoais”.

O empresário foi questionado pelo deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA) sobre o papel do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) na coordenação das milícias virtuais que ajudaram a eleger o presidente Jair Bolsonaro

Marinho foi convocado à comissão através de requerimento apresentado pela deputada Natália Bonavides (PT-RN). A motivação da convocação é uma entrevista concedida por ele à GloboNews em que afirmou que foram realizados disparos de informações falsas em sua casa. “Em entrevista à Globonews no dia 14 de agosto de 2019, o empresário chegou a informar que eram retransmitidas em sua casa informações falsas produzidas por voluntários”, diz o documento aprovado na CPMI.

“Tinham algumas peças muito bem feitas. A gente só não aproveitava isso na campanha, mas chegava, a gente mandava pra outros, a gente circulava aquilo. Não havia aquela limitação que hoje existe no WhatsApp, então a gente encaminhava 200, 300 pessoas”, afirmou o empresário na ocasião.

Acompanhe:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum