terça-feira, 22 set 2020
Publicidade

PF mira bolsonaristas em mandados de busca e apreensão sobre financiamento de atos golpistas

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (16) uma ação com 21 mandados de busca e apreensão dentro do inquérito que investiga o financiamento e organização de atos golpistas no país. O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), é relator do caso.

Entre os alvos da operação, estão diversos nomes ligados ao presidente Jair Bolsonaro. O publicitário do Aliança pelo Brasil, Sérgio Lima, assim como o vice-presidente do partido, Luís Felipe Belmonte, são investigados.

Além deles, estão os blogueiros Allan dos Santos, do portal Terça Livre, e o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ). O blogueiro Alberto Silva, do canal “Giro Notícias”, e o youtuber Revox Brasil também são alvos da operação.

Ao todo, os 21 alvos estão em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão e Santa Catarina.

O inquérito que investiga as manifestações antidemocráticas no país foi solicitado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras. Os mandados judiciais de busca e apreensão, no entanto, foram abertos por determinação do ministro Alexandre de Moraes.

A bolsonarista Sara “Winter” Geromini foi presa pela PF nesta segunda-feira (15), em Brasília, por conta do mesmo inquérito. Além dela, cinco outras pessoas identificadas como líderes do acampamento “300 do Brasil” tiveram prisão temporária, por cinco dias.

O grupo admitiu que tinha armas no acampamento e fez atos de ameaças ao Congresso Nacional e ao STF. Na noite deste sábado (13), membros do acampamento lançaram fogos de artifícios contra o prédio do Supremo em Brasília.

Luisa Fragão
Luisa Fragão
Jornalista.