terça-feira, 22 set 2020
Publicidade

Rodrigo Maia chora mais uma vez, agora por citação ao pai

Durante a apresentação do relatório do novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), nesta terça-feira (21), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a se emocionar em público.

A relatora do texto, deputada federal professora Dorinha Seabra (DEM-TO), fez uma homagem ao parlamentar e ao pai dele, o ex-deputado e ex-prefeito do Rio de Janeiro, César Maia. “Gostaria de fugir ao protocolo e parabenizar César Maia, que fez uma história na área da Educação, o seu compromisso com a educação pública nesse país, com quase 40 milhões de alunos”, declarou.

Dorinha também reconheceu o papel do presidente da Câmara na tramitação da matéria na Casa. “É por sua determinação que nós conseguimos construir um texto que vamos marcar para a história desse país com o reconhecimento de quem tem direito à Educação Pública”, afirmou.

A parlamentar ainda exaltou o papel de entidades como CNTE, UNE, Ubes, Campanha Nacional do Direito à Educação, Todos Pela Educação, além de secretários municipais e estaduais de educação, através da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

Seabra ainda agradeceu o apoio recebido por assembleias legislativas e pelo Fórum de Governadores, que divulgou uma carta na última segunda-feira (20) em favor do texto da relatora diante das pressões do governo Bolsonaro.

Em seu discurso, Dorinha Seabra anunciou que incluiu no texto do Fundeb um aumento de 23% da participação do Governo Federal no fundo e classificou projeto como uma “nova construção histórica para a educação pública brasileira”. “Acreditamos que o novo Fundeb permanente pode impulsionar tanto a consolidação do Sistema Nacional de Educação, como o aperfeiçoamento da solidariedade federativa”, disse.

Lucas Rocha
Lucas Rocha
Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.