Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de dezembro de 2019, 07h16

STJ anula condenação de 145 anos do tucano Paulo Preto na Lava Jato

O ex-diretor da Dersa havia sido condenado por formação de quadrilha e desvio de dinheiro público

O operador tucano Paulo Preto. Foto: Agência Câmara

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Reynaldo Soares da Fonseca, anulou a condenação do operador do PSDB, Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, a 145 anos de prisão por formação de quadrilha e desvio de dinheiro público. Ex-diretor da Dersa, empresa estatal paulista de rodovias, o tucano havia sido condenado em março deste ano  pela 5ª Vara Criminal de São Paulo, a partir de investigações da Lava Jato.

Preso desde fevereiro deste ano, Paulo Preto havia sido acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de ter desviado R$ 7,7 milhões da verba destinada a indenização de famílias que viviam próximas a um dos trechos do Rodoanel, obra do governo paulista. Como parte das acusações, a Polícia Federal montou um relatório de 57 páginas que mostram como o operador tucano utilizou parte do dinheiro para realizar diversas transformações em uma casa no Guarujá, fazendo com que um imóvel “comum” se tornasse uma grande mansão.

Anulação do STJ foi baseada em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que diz que delatados devem apresentar suas alegações finais depois dos delatores. Desta forma, a ação penal de Paulo Preto deverá voltar à fase de alegações finais para que o réu tenha garantido o direito de pronunciar-se por último.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum