Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de setembro de 2018, 15h40

Toffoli nega pedido de Lewandowski e diz que só analisará prisão em 2ª instância em 2019

O ministro Ricardo Lewandowski havia liberado para julgamento recurso de Lula contra sua prisão e sugeriu urgência na análise

Foto: STF/Divulgação

Dias Toffoli, ministro e presidente do Supremo Tribuna Federal (STF), contrariou solicitação de seu colega Ricardo Lewandowski, e negou urgência na análise a respeito da prisão depois de condenação em segunda instância. Toffoli assegurou que o assunto só será avaliado em 2019, de acordo com Tahiane Stochero, no G1.

Lewandowski havia liberado para julgamento em plenário recurso da defesa de Lula contra a determinação que autorizou sua prisão depois de ter sido condenado em segunda instância. Com isso, Toffoli deve marcar a data do julgamento. Lewandowski sugeriu, ainda, que a análise das ações que solicitam o impedimento de prisão após condenação em segunda instância fosse feita antes do recurso.

“Eu já liberei a pauta até o final deste ano com vários casos. A princípio, eu não vejo ainda condições de julgar este caso. Vai ficar para o ano que vem”, assegurou Toffoli, nesta sexta-feira (28), durante sua participação em um evento no Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP).

Ele também não deu pistas de quando, em 2019, o tema será analisado. “Não sei, ano que vem vamos analisar e avaliar. Este caso será julgado no ano que vem, não será julgado neste ano”, ratificou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum