Jean Wyllys sobre tuíte de Huck citando Arendt: “Você faz caridade publicitária”

Ex-deputado, que se dirigiu ao apresentador global como ‘oportunista plutocrata’, afirmou que ele votou num antissemita, racista e homofóbico sabendo disso. “Terceira via é um acinte”, disparou ainda

O ex-deputado e professor Jean Wyllys reagiu de forma enérgica ao tuíte do apresentador Luciano Huck, que recomendou a leitura de um artigo de Luiz Felipe D’Avila, no qual o autor fala da irresponsabilidade da elite de já aceitar como fato consolidado um 2° turno entre Lula e Bolsonaro no próximo ano, para levantar a tese de que uma 3ª via seria o ideal para o Brasil.

Para citar a publicação do cientista político, Huck usou uma frase da filósofa alemã de origem judaica Hannah Arendt, sobre fazer o bem e o mal. Foi aí que Wyllys soltou o verbo pra cima do eterno-futuro-ex-candidato à Presidência que nunca abandona a TV Globo para seguir carreira na política.

“Desculpe, Luciano Huck, mas preciso lhe dizer que os textos e o pensamento da grande Hannah Arendt são hoje utilizados por oportunistas plutocratas que nada entendem deles. Para começo de conversa, você votou e fez campanha para um sabido antissemita, racistas e homofóbico”, começou falando o ex-deputado.

Wyllys, que atualmente vive na Espanha e é pesquisador na Universidade de Barcelona, foi além e disse ser absurda a ideia de uma 3ª via no cenário atual, porque isso iria contra a vontade das pessoas, e que uma coisa assim só interessa a figuras como o apresentador.

“Tentar suplantar a memória e a vontade da maioria dos eleitores – expressas em pesquisas de opinião feitas por institutos nada suspeitos – e impor uma “terceira via” que interessa apenas a plutocratas como você, que fazem uma caridade publicitária, chega a ser um acinte”, acusou.

Por último, Jean Wyllys encerrou corrigindo a interpretação equivocada do pensamento de Hannah Arendt e voltou a responsabilizar o protagonista do Caldeirão pela eleição do extremista radical que ocupa hoje o palácio do Planalto.

“Mas quer que lhe diga algo sobre o pensamento de Arendt, que inclusive incomodou setores da burguesia judaica alemã: para ela, o mal está na renúncia à capacidade de pensar na consequência de seus atos, algo que você e todos como você fizeram em 2018, ao votar num racista”, completou Wyllys, para por fim afirmar que nesta conjuntura eleitoral de hoje, “Lula é o centro!”.

Notícias relacionadas

Avatar de Henrique Rodrigues

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR