Live de Bolsonaro “cai” logo após presidente dizer que ainda toma ivermectina

Transmissão saiu do ar tanto no YouTube quanto no Facebook quando presidente fazia defesa de remédio sem eficácia contra a Covid

A tradicional live que Jair Bolsonaro faz semanalmente foi interrompida nesta quinta-feira (16) sem que o presidente sequer pudesse se despedir dos internautas que acompanhavam.

A transmissão “caiu”, tanto no YouTube quanto no Facebook, logo após o chefe do Executivo voltar a defender a ivermectina, medicamento comprovadamente sem eficácia contra a Covid-19. A declaração foi feita ao lado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

“A gente não vai falar aqui de tratamento inicial, virou um crime falar em tratamento inicial. Ano passado me senti mal e tomei um negócio aí para malária e me curei no dia seguinte. Eu talvez tenha sido infectado nos últimos dias, de vez em quando tomo ivermectina, não vou negar isso aí…”, dizia Bolsonaro quando a transmissão, repentinamente, saiu do ar.

A live não foi retomada, porém permanece disponível nas plataformas. YouTube e Facebook negam que tenham interrompido a transmissão.

Pouco antes, o presidente havia repetido que a Coronavac não tem eficácia comprovada pela ciência – o que é uma mentira.

Em julho deste ano, o YouTube removeu 15 vídeos publicados por Bolsonaro no canal oficial do mandatário por disseminação de informações falsas sobre a pandemia de Covid-19. Entre as publicações retiradas estão 14 lives semanais do presidente.

Publicidade
Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR