Em meio ao surto de coronavírus e desespero por informações, site do Ministério da Saúde sai do ar

O portal ficou fora do ar por pelo menos duas horas na tarde desta quinta-feira

O portal do Ministério da Saúde ficou fora do ar na tarde desta quinta-feira (12) horas após ser divulgado que o chefe da Secretaria de Comunicação (Secom) do governo, Fábio Wajngarten, está com a doença. A notícia e o aumento de casos gerou um novo alerta na população, que não pôde buscar informações oficiais na página do Ministério.

Entre as 16h e as 18h a Fórum tentou acessar diversas o site saude.gov.br para aprofundar informações sobre o surto de coronavírus, mas não teve sucesso. O portal só conseguiu ser acessado às 18h05.

A instabilidade no site aconteceu no dia em que foi confirmado que Wajngarten está com a Covid-19 e que foi divulgado que o presidente Jair Bolsonaro fez o teste, cujo resultado será revelado apenas na sexta-feira. Segundo aliados, o ex-capitão acha que foi infectado.

O portal do Ministério da Saúde compila uma série de informações úteis sobre a doença, com recomendações, protocolos médicos e relatórios, sendo essencial para apaziguar os ânimos em meio a uma busca desenfreada por informações sobre a pandemia.

A plataforma IVIS (que monitora a quantidade de casos de Covid-19), no entanto, não foi afetada pela instabilidade e seguiu acessível por toda a tarde. Os dados apontam que há 77 casos confirmados no Brasil, espalhados em 10 unidades da federação: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Espírito Santo, Bahia, Alagoas, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Distrito Federal.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e latino-americanista convicto, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum América Latina

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR