O que o brasileiro pensa?
18 de dezembro de 2019, 22h46

Impeachment de Trump é aprovado na Câmara dos EUA

Indignado, Trump classificou a aprovação de seu impeachment na Câmara como "um ataque à América"; presidente norte-americano permanecerá no cargo até uma decisão definitiva do Senado

Reprodução/ White House/Flickr

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos protagonizou neste quarta-feira (18) um episódio histórico para o país: aprovou por maioria o impeachment do presidente Donald Trump. A aprovação do impedimento do republicano já era esperada, visto que a maioria da Casa pertence ao Partido Democrata – opositor ao governo. Para que o impeachment passasse, eram necessários 226 votos – uma maioria simples dos 431 parlamentares no plenário.

Diferentemente do Brasil, em que o presidente se afasta do cargo assim que o impeachment é aprovado na Câmara, nos EUA o mandatário fica no cargo até uma decisão final do Senado. É quase certo, portanto, que o Senado estadunidense barre o impeachment e Trump continue como presidente, já que a maioria nesta Casa, ao contrário da Câmara, é do partido do chefe do Executivo.

A votação aconteceu à noite, após mais de 10 horas de intenso debate entre os deputados.

O pedido de impedimento do republicano está ligado a dois crimes que teriam sido cometidos pelo presidente contra Joe Biden, ex-vice-presidente, que aparece na liderança da disputa interna entre os pré-candidatos do Partido Democrata. Trump teria pressionado o governo da Ucrânia a iniciar uma investigação contra o filho do democrata e depois teria tentado encobrir as irregularidades e atrapalhar as investigações quando o caso veio à tona.

Em relatório apresentado na segunda-feira (16), um painel da Câmara detalhou que as acusações que pesavam contra Trump eram as de “trair o país ao abusar de sua posição para obrigar um país estrangeiro a corromper as eleições democráticas”.

Pelo Twitter, mais cedo, Trump se mostrou indignado com a decisão que já era prevista: “Um ataque à América”. Antes, ele já havia definido o processo de impeachment como um “golpe”.

A votação no Senado que decidirá pela permanência ou não de Trump no cargo será marcada para janeiro.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum