Entrevista exclusiva com Lula
12 de novembro de 2019, 22h36

Renúncia de Evo Morales pode ser rejeitada na Câmara, afirmam deputados da Bolívia

"Não se preocupem com o que está acontecendo porque é um show midiático e nada mais", informou o deputado Rubem Chambi, que prometeu que a Câmara vai desconhecer a carta de renúncia de Evo Morales

Foto: Divulgação

A autoproclamação da senadora Jeanine Añez como presidenta da Bolívia promete mobilizar deputados do MAS, partido de Evo Morales, a desconhecerem a renúncia apresentada pelo presidente boliviano na Câmara dos Deputados na quarta-feira (12). Confirmada a medida, a tomada de poder por Añez seria anulada.

O deputado Ruben Chambi declarou à TeleSUR que será convocada nesta quarta-feira, às 16h de La Paz [17h de Brasília], uma sessão na Câmara com o objetivo de declarar o desconhecimento da carta de renúncia apresentada pelo presidente Evo Morales e anular a autojuramentação feita pela senadora golpista.

“Amanhã, mais de dois terços vamos nos reunir e, por unanimidade, vamos rechaçar a carta de renúncia do presidente para que ele volte e reassuma todas as funções do Estado Plurinacional para levar adiante nosso processo de transformação. Não se preocupem com o que está acontecendo porque é um show midiático e nada mais”, informou Chambi em áudio.

Escute a declaração do deputado, obtida pela TeleSUR:

A autoproclamação

A senadora Jeanine Añez era a segunda vice-presidenta do Senado e tomou a presidência da casa legislativa após a renúncia dos demais senadores da Mesa Diretora, ameaçados pelo golpistas, que queimaram casas e sequestraram parentes de lideranças do MAS. Añez convocou sessão na tarde desta terça-feira, mas não garantiu, junto às Forças Armadas, a segurança de nenhum dos legisladores massistas.

Morales considerou a atitude de Añez como a consumação do “golpe mais astuto e desastroso da história”. “Uma senadora golpista de direita se autoproclama presidenta do Senado e depois presidente interina da Bolívia sem um quórum legislativo, cercada por um grupo de cúmplices e apoiada pelas Forças Armadas e pela Polícia que reprimem o povo”, declarou.

Golpe na Bolívia


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum