sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Feliciano pede a PGR que Petra Costa seja responsabilizada por crime contra segurança nacional

O deputado federal Marco Feliciano (Sem Partido-SP) entrou com uma representação na Procuradoria Geral da República (PGR) nesta terça-feira (4) pedindo que a cineasta Petra Costa, diretora do documentário “Democracia em Vertigem” – que concorre ao Oscar –, seja investigada por supostos crimes contra a segurança nacional e intolerância religiosa.

Na queixa, Feliciano diz que “a mesma [Petra Costa] é louca ou age com manifesta má-fé, o que configura abuso do direito de livre expressão do pensamento” por entrevista concedida a “CNN”. A informação foi divulgada pelo O Antagonista.

A entrevista referida, que na realidade foi feita ao jornalista Hari Sreenivasan, no programa Amanpour & Company, da rede PBS, gerou uma onda de ataques contra a cineasta por parte das milícias virtuais do bolsonarismo.

A própria Secretaria de Comunicação Social do governo Federal publicou um vídeo distorcendo algumas das declarações de Costa e colocando uma tarja escrito “Fake News” mesmo em trechos em que a cineasta expressava uma opinião, e não uma informação “jornalística”. Tal atitude fez a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) entrar com um pedido na PGR contra o órgão.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.