Bolsonaro é internado no Hospital das Forças Armadas com crise de soluço e dores abdominais

Nos últimos dias, o presidente vinha dando sinais de que não estava bem de saúde; as primeira informações dão conta de que ele internado para fazer exames

Reportagem atualizada às 8h56 com novas informações sobre o estado de saúde do presidente

Após sentir fortes dores e passar mal durante a madrugada, Jair Bolsonaro foi internado na manhã desta quarta-feira (14) no Hospital das Forças Armadas, em Brasília. Em nota, o Palácio da Planalto afirmou que Bolsonaro passa por exames em razão da crise de soluços – que, segundo o próprio presidente, já dura 12 dias – e que ele estaria bem e “animado”. Toda a agenda de compromissos foi cancelada.

Vídeo: Bolsonaro deixa encontro com apoiadores após reclamar de “12 dias com soluço”

A agenda da manhã previa, às 11h, um encontro com os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux.

Segundo informações obtidas pela Fórum, o presidente vinha reclamando de uma crise constante de soluços e o estado de saúde preocupava assessores, que estavam sendo acordados durante as madrugadas por causa da insônia de Bolsonaro em razão das investigações sobre corrupção na CPI do Genocídio e das pesquisas eleitorais, que apontam um derretimento da sua popularidade e uma iminente derrota nas eleições de 2022.

De acordo com pessoas próximas do presidente, o quadro clinico de Bolsonaro é de obstrução abdominal.

Perdigoto

As especulações sobre o estado de saúde do presidente Jair Bolsonaro voltaram à tona nesta segunda-feira (12).

O chefe do Executivo, em conversa com apoiadores no “cercadinho” do Palácio da Alvorada, demonstrou certa dificuldade para falar, se expressando de maneira confusa e soluçando.

Publicidade

A fala “mole” se deu quando comentava os protestos que ocorrem em Cuba. Assista.

Na mesma conversa, o Bolsonaro, ao falar, ainda lançou perdigotos (gotículas de saliva) nos apoiadores presentes – uma das principais forma de contágio do coronavírus.

Publicidade

Sintomas

A Secretaria-Geral lançou um edital nesta segunda-feira (12), para compra de, entre outros artigos, fraldas para adultos “com abas antivazamento” para a Presidência da República.

No pedido estão “luvas para procedimentos não cirúrgicos” (2,5 mil unidades), seringas (12,5 mil unidades), bisturis (2,6 mil unidades) e fraldas para adultos “com abas antivazamento”.

Também consta na compra algodão apropriado para não se desfazer “quando molhado” (224 unidades).

Notícias relacionadas

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR