O que o brasileiro pensa?
26 de maio de 2020, 18h32

Alexandre de Moraes empareda Weintraub e dá 5 dias para que ministro se explique à PF

No fatídico vídeo da reunião ministerial, Abraham Weintraub chamou ministros de STF de "vagabundos" e disse que os colocaria na cadeia; para Moraes, atitude do ministro é "gravíssima"

Reprodução

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou nesta terça-feira (26) que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, se explique em até cinco dias à Polícia Federal sobre os ataques feitos à Corte.

No fatídico vídeo da reunião ministerial de abril divulgado na última semana, Weintraub chama os ministros do STF de “vagabundos” e diz que os colocaria na cadeia.

“Diante do exposto, DETERMINO que Abraham Weintraub, atualmente exercendo o cargo de Ministro da Educação, seja ouvido pela Polícia Federal, no prazo máximo de 5 (cinco) dias para prestar esclarecimentos sobre a manifestação acima destacada”, escreveu o magistrado do STF no despacho que faz parte do inquérito que apura ofensas e fake news disseminadas contra membros da Corte.

De acordo com Moraes, a atitude do ministro da Educação, “revela-se gravíssima, pois, não só atinge a honorabilidade e constituiu ameaça ilegal à segurança dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, como também reveste-se de claro intuito de lesar a independência do Poder Judiciário e a manutenção do Estado de Direito”.

No último sábado (23), outro ministro do STF, Marco Aurélio Mello, afirmou ficou “perplexo” com o vídeo da reunião ministerial e pediu a saída de Weintraub.

“Tudo lamentável. Ante a falta de urbanidade, fiquei perplexo. O povo não quer circo. Quer saúde, emprego e educação”, disse Marco Aurélio ao jornal O Estado de S. Paulo. “Fosse o presidente (da República), teria um gesto de temperança. Instaria o Ministro da Educação a pedir o boné. Quem sabe?”, completou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum