sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Doria é massacrado nas redes após reconhecer abuso policial em Paraisópolis

Depois de elogiar a política de segurança de atirar para matar, mesmo após a tragédia de Paraisópolis, o governador de São Paulo, João Doria, foi às redes sociais condenar as imagens onde um policial militar aparece batendo covardemente, com um pedaço de madeira, em jovens que saem de uma viela, na madrugada do último domingo (1). Neste mesmo dias nove jovens morreram pisoteados após um tumulto causado pela PM que fechou todas as vias de acesso de onde era realizado um baile funk.

Segundo Doria, toda vez que uma ação policial for flagrada transgredindo a lei, ele irá punir o ato. “Ao tomar conhecimento do novo vídeo que mostra um policial agredindo jovens em uma esquina de Paraisópolis, exigi punição exemplar ao agressor, já afastado de suas funções. Práticas como essa não condizem com o procedimento da Polícia de SP e serão veementemente condenadas”, declarou em sua conta no Twitter.

“A investigação rigorosa do triste episódio deste final de semana continua e, sempre que forem identificadas transgressões graves, serão punidas. Em SP, não temos compromisso com o erro. Mais uma vez, me solidarizo com amigos e familiares dos jovens que perderam suas vidas”, continuou o governador.

As respostas dos internautas, porém,  foram de repúdio, principalmente pelo método violento que a polícia age e que, por diversas vezes, foi chancelada pelo tucano.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.