segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

Flávio Dino: Imaginemos um ministro do STF entrar em uma reunião de generais para orientá-los

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), postou um tuíte, na manhã desta sexta-feira (18), onde critica de maneira contundente a interferência de “poucos generais” em julgamentos do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Imaginemos um ministro do Supremo entrando em uma reunião de generais e pretendendo orientá-los sobre estratégias, táticas e uso de armamentos. Por simetria, é o que está ocorrendo quando alguns poucos generais resolvem interferir em julgamento no Supremo”, escreveu Dino.

O governador se referia aos generais Villas Bôas e a Carlos Alberto dos Santos Cruz. Depois que Villas Bôas adotou um tom de intimidação, um dia antes do STF julgar a possibilidade ou não de prisão após condenação em segunda instância, foi a vez de Santos Cruz.

O ex-ministro de Jair Bolsonaro usou o Twitter para pressionar o STF: “Democracia se faz com instituições fortes e valorizadas. O STF não pode viver nesse limite perigoso, sem a consideração do povo brasileiro. Isso é um grande risco para o país em todos os aspectos. Nesse momento, compete ao STF a sua própria valorização”, tuitou o oficial.

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.