Flávio Dino sobre coronel presente no jantar da propina: “militares devem voltar aos quarteis”

Governador do Maranhão lamentou o fato de membros das Forças Armadas estarem enrolados em investigações

O governador do Maranhão Flávio Dino (PSB) lamentou em sua conta do Twitter, na noite desta quarta-feira (30) o fato de membros das Forças Armadas estarem enrolados em investigações.

Para Dino, “todos deveriam voltar de onde jamais deviam ter saído: os quartéis. Instituição permanente de Estado não pode estar alinhada a governos e em rotinas administrativas civis”.

O governador compartilhou texto da Revista Fórum que aponta o fato  do coronel da reserva Marcelo Blanco da Costa, assessor do departamento de Logística do Ministério da Saúde, ter aberto uma empresa para atuar como representante comercial de medicamentos três dias antes do encontro em que Roberto Ferreira Dias teria oferecido propina de 1 dólar por vacina à empresa Davati Medical Supply.

A empresa Valorem Consultoria em Gestão Empresarial, foi aberta em 22 de fevereiro de 2021, três dias antes do jantar. Entre as atividades em que a entidade passou a atuar estão algumas ligadas à área de Saúde: comércio de medicamentos e instrumentos e materiais odonto-médico-hospitalares.

Segundo o representante da Davati, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, Blanco estava presente no encontro. O militar atuava como assessor de Dias na Logística do Ministério da Saúde. O diretor já foi exonerado.

Notícias relacionadas

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR