Entrevista exclusiva com Lula
13 de março de 2019, 19h18

Lula: “Que aqueles que cultivam a cultura do ódio entendam que não precisamos de mais armas”

Ex-presidente transmitiu, da prisão em Curitiba, uma mensagem de condolências às famílias das vítimas do massacre na escola de Suzano (SP)

Foto: Ricardo Stuckert

Da prisão em Curitiba, o ex-presidente Lula transmitiu uma mensagem de condolências, no final da tarde desta quarta-feira (13), às famílias das vítimas do massacre que vitimou 8 pessoas em uma escola pública de Suzano (SP). Os dois atiradores, ex-estudantes da escola, se mataram em seguida.

Na mensagem, divulgada pelas redes sociais, Lula critica a “cultura do ódio e da violência”. “Toda solidariedade aos alunos e trabalhadores da escola Raul Brasil e aos familiares das vítimas que hoje enfrentam essa terrível tragédia. Que aqueles que incentivam a cultura do ódio e da violência entendam que não precisamos de mais armas para que massacres como o de Suzano não se tornem cotidianos em nosso país. O Brasil precisa de paz”, escreveu o ex-presidente.

Leia também
No mesmo dia do massacre de Suzano, Bolsonaro anuncia que vai flexibilizar porte de armas

Pouco antes, a ex-presidenta Dilma Rousseff também se pronunciou sobre o assunto. A petista aproveitou, em sua declaração, para criticar o “pacote anticrime” do ministro da Justiça, Sérgio Moro. “O porte de armas irrestrito e amplamente liberado a toda população vai dar instrumento para que o assassinato massivo se torne endêmico e cotidiano. A lei anticrime do ministro Moro é o encontro marcado com tragédias como a de Suzano”, afirmou.

O massacre em Suzano fez com que parlamentares do campo progressista lamentassem as mortes e propusessem debates sobre um maior controle de armas de fogo no país para evitar novas ocorrências como essa. Deputados governistas, por sua vez, em sua maioria se calaram sobre o episódio. Os que se pronunciaram, aproveitaram o fato para criticar o Estatuto do Desarmamento e a lei da maioridade penal.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum