Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de setembro de 2019, 14h41

Marcelo Bretas, juiz da Lava Jato no Rio, bajula Bolsonaro no Twitter

De olho na vaga de ministro "terrivelmente evangélico" para o STF, Bretas seguiu a estratégia de Sergio Moro e foi às redes bajular Jair Bolsonaro

Marcelo Bretas e Wilson Witzel (Reprodução/Instagram)

Em busca de uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF), o juiz Marcelo Bretas, responsável pelos casos da Lava Jato no Rio de Janeiro, seguiu a estratégia do ex-colega de toga e de força-tarefa, Sergio Moro, e foi às redes bajular Jair Bolsonaro.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Honrado em ter dentre os seguidores desta conta Twitter o Presidente da República do Brasil. Gratidão!”, tuitou Bretas na madrugada desta segunda-feira (16) marcando Bolsonaro, sem, no entanto, receber resposta.

Bretas foi um dos mais entusiasmados magistrados quando Bolsonaro anunciou que nomearia um ministro “terrivelmente evangélico” para o STF. “Não sei se sou terrivelmente, mas sou fiel”, declarou dias depois.

Marcelo e a esposa, Simone Bretas, que também é juíza, entraram na Justiça para garantir auxílio-moradia. O benefício permite que magistrados embolsem até R$ 4.377,73 caso não tenham um imóvel. O casal, no entanto, possui uma mansão de R$ 5,8 milhões, no Rio de Janeiro. Na época em que declararam seu patrimônio para tirar o benefício, informaram um valor que era quase metade do real que possuíam.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum