Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de dezembro de 2019, 11h50

Nova ação da PF contra Lula é prova de que Moro não tinha elementos para prendê-lo, diz deputado

Paulo Teixeira (PT) também lembrou que a nova operação faz parte da perseguição do ministro contra o ex-presidente

O ministro Sérgio Moro (Foto: Lula Marques)

A nova operação da Lava Jato desta terça-feira (10), que cumpre mandados de busca e apreensão envolvendo Fábio Luis Lula da Silva, um dos filhos do ex-presidente, gerou revolta entre parlamentares. No Twitter, o vice-presidente nacional do PT, Paulo Teixeira, afirmou que a nova ação da Polícia Federal mostra que o ministro da Justiça, Sergio Moro, ainda não cessou sua perseguição a Lula, mesmo sem provas.

“Ação da PF demonstra que Sérgio Moro faz uma perseguição nojenta ao presidente Lula e que a condenação de Lula foi feita sem provas”, escreveu o deputado. Em ação batizada de Mapa da Mina, a Polícia Federal cumpre 47 mandados de busca a apreensão na 69ª fase da Operação Lava Jato, que investiga repasses do grupo Oi/Telemar para uma empresa do filho de Lula.
Moro celebrou nesta terça o “Dia Internacional contra a Corrupção” recebendo o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, assim como o ministro Wagner Rosário, do CGU. O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), no entanto, usou a publicação do ex-juiz para lembrá-lo de seu vínculo com a família Bolsonaro, ligada às milícias do Rio de Janeiro.
“Falou o ex-juiz militante que hoje é subordinado a uma família vinculada até o pescoço com o crime organizado das milícias do Rio de Janeiro”, afirmou o deputado.
Confira:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum