o colunista

por Cleber Lourenço

Fórum Educação
03 de março de 2020, 12h29

Falei antes de Bebiano: estão transformando nossos policiais em radicais políticos

Bebiano foi enfático em querer saber, com quais objetivos Olavo de Carvalho estaria liberando seu “curso” de graça para policiais militares?

O astrólogo Olavo de Carvalho, guru do clã Bolsonaro (Reprodução/ Arquivo)

Estão doutrinado os nossos militares já tão doutrinados!

Não é segredo para a sociedade civil brasileira que nossos militares são conservadores. Mas, até então, toleramos pois se mantinham dentro do seu molde institucional.

Ainda assim avançam sobre os mais pobres em periferias, favelas e todo canto mais esquecido pelo estado brasileiro. Grave e absurdo.

Mas, não era uma política de estado e sim uma mentalidade da corporação.

Acontece que agora nossos policiais militares, já tão violentos e truculentos, estão sendo doutrinados com a mesma mestria de quem converte jovens em fervorosos membros do Estado Islâmico, radicais irrefreáveis.

Não preciso dizer que essa não é uma boa combinação.

Gustavo Bebiano, ex-braço direito de Jair Bolsonaro mostrou sua preocupação em relação ao assunto ontem (2) durante o programa Roda Viva.

Se esquivou de diversos assuntos e temas, mas foi enfático em querer saber, com quais objetivos Olavo de Carvalho estaria liberando seu “curso” de graça para policiais militares? E mais: Ainda disse que tal fato poderia ter relação com a sublevação dos policiais-milicianos no Ceará.

Ele ainda cobrou mais investigação e cobertura da imprensa sobre tal fato. De fato, acredito ser um dos poucos jornalista no país que apontou para uma promoção da indisciplina nos batalhões pelo país.

Quem me acompanha no Twitter já sabe disso há uns bons meses.

Aqui no blog abordei o assunto na semana passada.

Ao longo de todo 2018 e 2019 não só Jair Bolsonaro como Olavo de Carvalho passaram a impor uma série de humilhações para as cúpulas militares no Brasil, desde acusações de que seriam comunistas infiltrados e até mesmo de que seriam militantes de esquerda.

Sempre falando diretamente com a tropa e alguns generais amalucados que certamente já perderam a percepção sobre o que é a realidade e o que é proselitismo puro.

Não foi só o curso. Olavo já deu declarações contra a cúpula, já ofendeu generais e já fez diversas acusações sem sentido algum, todas endossadas por Jair Bolsonaro.

Dei o recado aqui nos últimos dias: Jair sabe que não poderia contar com a cúpula militar para uma ruptura institucional, os militares também já deixaram isso bem claro.

Por isso, não só ele, como Olavo, falam diretamente com a tropa, principalmente com os policiais militares. Próximos da sociedade civil e com um efetivo maior do que até mesmo as forças armadas, é mais de meio milhão de pessoas.

Tudo é claro, com os aplausos e endosso daquele que já foi tido, por jornalistas, como o freio moderado do governo, Sérgio Moro.

Evidências não faltam, listei algumas em meu Twitter:

https://twitter.com/ocolunista_/status/1234675724474150912?s=19

Com isso fica claro que eles podem sair de seu molde institucional e avançar sobre outras instituições e instâncias do estado, os governadores já perceberam isso e estão preocupados.

Basta ver a aliança entre Wilson Witzel, João Doria, Flávio Dino e Rui Costa. Tempos desesperados exigem medidas desesperadas, quem diria que Wilson Witzel iria unir forçar com um membro do partido comunista e um petista?

As cartas estão todas na mesa, infelizmente, só não ver quem não quer.

Já se passaram mais de quatrocentos dias desde que Jair Bolsonaro assumiu a presidência da república, o lema deste governo poderia ser facilmente:

“nada é tão ruim que não possa piorar”

Infelizmente o país vive uma celeuma sem uma semana qualquer de total tranquilidade. Ora é um filho do presidente falando besteira, ora é o próprio presidente ameaçando os poderes.

De estocada em estocada a nossa frágil democracia vai se enfraquecendo e seus limites vão sendo alargados de maneira assombrosa.

Acontece que estamos assistindo à normalização da barbaridade e da delinquência avançando sobre o país e não estamos fazendo nada.

Nem nós, nem as instituições que deveram garantir a estabilidade no país e isso é muito grave.

Mas calma! Ainda não atravessamos todos os limites. Há ainda mais!

Esse artigo não representa necessariamente a opinião da Fórum


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum