Ciro Gomes sobre Leda Nagle: “uma das jornalistas mais respeitadas do Brasil”

A jornalista bolsonarista defende invermectina e cloroquina, afirmou que Lula tinha um plano para matar Bolsonaro entre inúmeras outras fake news “respeitosas”. Relembre aqui

Publicidade

Durante entrevista à jornalista bolsonarista Leda Nagle, nesta quinta-feira (17), o presidenciável Ciro Gomes se derramou em elogios à interlocutora. Diante do comentário da entrevistadora de que internautas teriam ficado “muito nervosos com a nossa conversa, ficaram ameaçados assim”, Ciro reagiu:

“Algumas pessoas no Brasil estão deixando o fígado, o ódio, a paixão pouco reflexiva invadir determinados valores básicos. Eles desconhecem que você é uma das jornalistas mais respeitadas do Brasil há um bom par de anos, apesar da sua juventude.” Veja o vídeo abaixo:

Publicidade

O presidenciável, que já havia sido criticado por participar do programa, passou a receber duros ataques nas redes após a frase.

Fake News

Não custa lembrar que Leda Nagle compartilhou, em abril deste ano, um vídeo fake news onde reproduz uma postagem de um suposto delegado que teria descoberto um plano do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para matar o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido).

Publicidade
Publicidade

O delegado ao qual Leda Nagle se refere é o novo diretor da Polícia Federal, Paulo Maiurino, que teve o seu nome relacionado a vários perfis fakes no Twitter, entre eles, o que serve de base para a “denúncia” de Nagle.

“Partiu daqui (Twitter) em conjunto com Lula Oficial (perfil do ex-presidente na rede) e outro a ideia de matar Jair Bolsonaro. Por enquanto eu não posso dizer muito, mas vocês saberão”, revela Leda Nagle em tom conspiratório.

Publicidade
Publicidade

Na época, até mesmo o ex-repórter da TV Globo, Tino Marcos, fez duras críticas a ela por conta da postagem. O apresentador lembrou que a jornalista furou a greve dos jornalistas em 1986. “Quase foi apedrejada ao entrar na emissora pra apresentar o JH. Mas nunca imaginei que chegaria a esse ponto de hoje”, ressaltou Tino.

Constantino

Em novembro do ano passado, a jornalista saiu em defesa de Rodrigo Constantino, demitido da Jovem Pan e da Record após comentário sobre estupro. Constantino afirmou na ocasião que castigaria a própria filha caso ela fosse estuprada.

Publicidade

A ex-apresentadora do Sem Censura, da TV Brasil, ainda comparou a colega Vera Magalhães, colunista do Estado de S. Paulo e mediadora do Roda Viva, com a ditadura militar.

“Antigamente, na ditadura, quem pedia a cabeça de um jornalista era um militar da equipe da ditadura. Depois os donos de jornal, o ministro das Comunicações, amigo do dono do jornal. Agora não, agora é uma repórter que pede a cabeça de um cara que ela detesta, que é um jornalista como ela”, declarou Nagle. “Ela se aproveita de um equívoco, pega uma live dele, edita o trecho, diz que aquilo tá errado, lidera uma campanha e fica feliz quando ele é demitido”, completou.

Publicidade

Tratamento precoce

A “respeitada” Leda Nagle e o colega também bolsonarista Alexandre Garcia, atualmente na CNN Brasil, têm atuado como os principais porta-vozes midiáticos da defesa da cloroquina no combate ao coronavírus, embora não haja nenhuma evidência científica da eficácia do remédio contra a doença.

“Boulos é a favor de matar gente”

O humorista Gregório Duvivier reclamou, em novembro de 2019, através do Twitter, da jornalista Leda Nagle. Segundo ele, “quando falei que ia votar em Boulos, ela se espantou e disse que ele era a favor de ‘matar gente’”.

Trabalho infantil

Em julho de 2019, Bolsonaro defendeu que crianças trabalhem desde cedo em uma transmissão ao vivo em suas redes sociais. Ele deu seu exemplo dizendo que trabalhou desde os nove anos de idade e que isso nada atrapalhou na sua formação. Quem também embarcou nessa proposta foi a jornalista Leda Nagle.

Defesa do AI-5

Para finalizar, a propalada entrevista na qual o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) ameaçou mais uma vez a democracia, mencionando a possibilidade da instituição de “um novo AI-5”, foi concedida à jornalista Leda Nagle, em seu canal no YouTube.

As reações nas redes sociais foram imediatas e a apresentadora foi muito criticada pelos internautas. Veja algumas declarações:

“O deputado fala em AI-5 e você não se indigna? A próxima pergunta foi sobre cabo e soldado? Ele anunciou um risco para nossa democracia e ficou por isso mesmo”.

Notícias relacionadas:

Bateu o desespero: Ciro grava vídeo “pop” e vai a programa da bolsonarista Leda Nagle

YouTube remove vídeo onde a bolsonarista Leda Nagle defendia uso da ivermectina

Após fake news, STF solta nota ensinando Leda Nagle a fazer jornalismo

Hildegard Angel alerta Lula para que reforce segurança após fake news de Leda Nagle

A mentira de Leda Nagle e o sofrimento imposto ao povo brasileiro por Bolsonaro

Em nota, STF esclarece que não pretende matar Bolsonaro após fake news de Leda Nagle

Leda Nagle diz que fake news sobre plano de Lula foi vazada de “Clube da Notícia”, onde tece comentários

Ainda sobre os filhos do presidente, ela afirma que um dos seus maiores feitos foi ter entrevistado Carlos Bolsonaro, o que até hoje não foi realizado por nenhuma emissora de TV. Para Leda, o objetivo não foi furar as emissoras, mas, sim, “uma honra” entrevistar o político.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.